[2022] Dor de cabeça constante o que pode ser

5
(1)

Você sofre ou conhece alguém que sofre com dor de cabeça constante? O que pode ser?

A dor de cabeça é um problema comum, que afeta milhões de pessoas. Além da dor, ela também pode causar desconforto e aumentar o estresse. 

Poucas coisas são mais frustrantes do que não saber porque você tem dores na cabeça constantemente ou qual tratamento funciona melhor para seu tipo específico de dor.

Eu tenho certeza que você já sentiu dor de cabeça em algum momento da sua vida. Aliás, cerca de 96% das pessoas experimentam pelo menos um episódio de dor de cabeça constante ao longo da vida.

Imagine como seria sua vida sem sofrer de dores de cabeça sem precisar faltar no trabalho, sem ter que se trancar em um quarto escuro, sem ter que viver tomando remédios ou faltando nos eventos familiares.

Imagine poder estudar normalmente e ter qualidade de vida!

Eu sou o Dr. Francinaldo Gomes, neurocirurgião, especialista em neurocirurgia funcional e epilepsia, e se você sofre de dores de cabeça constantes e deseja se livrar delas ou mesmo se você deseja ajudar alguém que sofre deste mal, leia este artigo até o final e aprenda a como se livrar da sua dor de cabeça e ter mais qualidade de vida.

Dor de cabeça constante na parte de trás
[2022] Dor de cabeça constante o que pode ser

Dor de cabeça constante o que pode ser?

Dor de cabeça é definida como qualquer incômodo na região do crânio ou seja na testa, nas têmporas e até na parte de trás da nuca.

Qualquer sensação dolorosa nessa parte do seu corpo é considerada dor de cabeça.

Quais são os tipos de dores de cabeça ?

dor de cabeça constante

Classicamente a dor de cabeça é dividida em: primária e secundária.

As principais dores de cabeça primárias são: a enxaqueca também conhecida como migrânea e a cefaléia tensional.

O que caracteriza as dores de cabeça primárias é que não se encontram uma causa específica para elas, mas é possível identificar uma série de fatores que se juntam a uma susceptibilidade genética e fazem surgir ou até mesmo perpetuar a dor.

Para esses tipos de dores existem fatores desencadeantes como por exemplo: cansaço, estresse físico e emocional, privação do sono, jejum prolongado, alterações hormonais, variações climáticas como extremos entre frio e calor, bem como ambientes com ar-condicionado e o consumo de álcool.

A enxaqueca costuma ocorrer de um lado da cabeça, costuma ser pulsátil e acompanhada de enjoo, tontura, vômitos, alteração na visão, sensibilidade à luz e som.

Já a cefaleia tensional, costuma ocorrer nos dois lados da cabeça e muitas vezes na parte de trás da cabeça, não é pulsátil e não tem os outros sinais que acompanham a enxaqueca, por exemplo.

Dores de cabeça primárias são mais comuns em mulheres e costumam ter o componente hereditário.

Algumas dores de cabeça constantes  podem vir acompanhadas de tontura.

Em geral as dores de cabeça se manifestam como episódios, ou seja elas vêm e vão, mas conforme o tempo passa e o tratamento correto não é feito elas podem se tornar constantes e não responderem mais ao uso dos remédios.

Neste caso dizemos que a dor de cabeça se transformou numa cefaleia crônica diária. 

Como é feito o diagnóstico das dores de cabeça

O diagnóstico é feito pelo médico e é baseado na descrição dos sinais e sintomas, nos sinais de alerta e também quando necessário, nos exames de imagem como: tomografia computadorizada e ressonância magnética de crânio.

Em alguns pacientes pode haver a necessidade de colher líquido da espinha para o diagnóstico.

Os principais alertas para dores de cabeça

Existem sinais de alerta que podem indicar uma causa, inclusive situações de gravidade para as dores de cabeça constantes.

São eles:

  • Dores de cabeça acompanhadas de crises convulsivas;
  • Dores de cabeça que começam abruptamente;
  • Dores de cabeça nunca sentidas antes;
  • Dores de cabeça acompanhadas de perda de consciência, perda de força ou mesmo de sensibilidade em algum local do corpo;
  • Dores de cabeça que não melhoram com remédios.

Confira mais sobre dor de cabeça constante clicando aqui.

Gostou do que aprendeu neste artigo? Compartilhe conosco suas dúvidas, suas histórias e experiências para lidar com as dores de cabeça.

Gostou? Nos ajude avaliando este artigo, por favor.

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Leave a Comment