Tumor cerebral: tipos, sintomas e tratamentos (2022)

5
(4)

Nesse artigo você irá aprender tudo o que você precisa saber sobre tumor cerebral. Imagine a história abaixo e nos acompanhe até o final:

Você percebe que seu pai, agora com 72 anos, está apresentando dificuldade para falar e para andar por conta de fraqueza do lado direito do corpo.

Ao observar o rosto dele, você nota que o lado direito está mais fraco do que o lado esquerdo e a boca está entortando para a esquerda.

Ainda, quando ele fala, apresenta dificuldade para dar nomes a objetos do cotidiano, embora saiba para que serve cada objeto.

Conversando com ele, você descobre que o quadro começou há uns três meses e vem piorando progressivamente. Já houve, inclusive, episódios em que o lado direito do rosto dele tremia e “repuxava”.

Preocupado com a saúde do seu pai, você o leva a um médico especialista e, após uma minuciosa avaliação e realização de exames, você é informado que ele está com tumor cerebral.

Eu sou o Dr. Francinaldo Gomes, neurocirurgião especialista em neuromodulação, epilepsia e cannabis medicinal. Se você sofre com esta doença ou conhece alguém com este quadro, acompanhe esse  artigo até o final.

Tumor cerebral

O que é tumor cerebral?

Um tumor é uma massa caracterizada pelo crescimento acelerado e descontrolado de um grupo de células que sofreu uma alteração genética e passaram a se comportar incorretamente.

Quando essa massa cresce no interior do cérebro ou nas meninges (as membranas que revestem o tecido cerebral) dizemos que se trata de um tumor cerebral.

Os tumores cerebrais podem ser benignos, mas geralmente são malignos.

Dependendo do quanto ele cresce o tumor cerebral pode destruir o tecido cerebral saudável e comprimir o restante do cérebro, causando alterações em várias funções do corpo e até um aumento na pressão dentro da cabeça.

O que causa um tumor cerebral?

Não se sabe exatamente o que é capaz de desencadear a formação de um tumor cerebral. No entanto, acredita-se que pode haver uma predisposição genética.

Em outras pessoas, o tumor cerebral pode ocorrer devido à metástase de um câncer localizado em outra parte do corpo, como o câncer de mama, câncer de pulmão e câncer de próstata (a maioria dos tumores cerebrais ocorre graças à metástase).

Os outros tipos de tumores originados totalmente do cérebro ou nas meninges costumam não se espalhar pelo resto do corpo.

Quais são os tipos de tumor cerebral?

Os tipos de tumor cerebral variam de acordo com o tipo de célula afetada pela alteração, sendo esse tipo de célula que vai caracterizar o tumor cerebral.

Dentre os principais tipos de tumor cerebral, destacam-se:

Meningiomas

Entre os principais tipos de tumor cerebral destacam-se os meningiomas, que surgem nas meninges que recobrem o cérebro ou medula espinhal. 

Gliomas

Os gliomas são tumores que se iniciam nas células da glia (que participam da organização estrutural do cérebro).

Ependimomas

Os ependimomas são os tumores que se originam nas células ependimárias, que produzem um líquido cefalorraquidiano.

Meduloblastomas

Os meduloblastomas acometem as células neuroectodérmicas do cerebelo.

Ganglioglioma

Os gangliogliomas afetam os neurônios e as células da glia.

Adenoma de hipófise

O adenoma de hipófise afeta hipófise fazendo com que ela cresça e aumente de tamanho, além de produzir hormônios de maneira incorreta.

Craniofaringiomas

Os craniofaringiomas costumam surgir na base do cérebro bem próximo ao crânio e que costumam afetar e não e várias outras funções.

Astrocitomas

Os astrocitomas são tumores que se iniciam nas células chamadas astrócitos (células que participam da organização do tecido cerebral.

Oligodendrogliomas

São tumores que se iniciam em células chamadas oligodendrócitos.

tumor cerebral meningioma
Imagem de um tumor cerebral (meningiomas)

Quais são os sintomas de tumor cerebral?

Os sintomas de um tumor cerebral variam de acordo com o tipo e com a localização do tumor.

Sabemos que existem determinadas regiões do cérebro que controlam determinadas funções do corpo como, por exemplo, movimentar um braço ou uma perna, ouvir, enxergar e falar.

Portanto, conforme a região do cérebro que está sendo afetada, os sintomas podem variar de pessoa para pessoa.

Entre os principais sintomas de um tumor cerebral podemos citar:

  • Dores de cabeça muito fortes, acompanhada de náuseas e vômitos;
  • Crises convulsivas;
  • Perda de equilíbrio;
  • Perda da audição;
  • Perda da sensibilidade (não conseguir diferenciar entre frio e calor, por exemplo);
  • Mudanças na personalidade; 
  • Mudanças na capacidade de falar e de articular as palavras;
  • Alterações visuais, como ver pontos brilhantes ou flashes de luz (ou até perda visual em determinadas regiões);
  • Perda de força em determinadas regiões do corpo.

Como é feito o diagnóstico de um tumor cerebral?

O diagnóstico de um tumor cerebral é feito por meio da história clínica, do exame médico e dos exames de imagem (principalmente a ressonância magnética).

A idade da pessoa é importante, pois existem tumores que são mais comuns em crianças e outros que são mais comuns em adolescentes, jovens, adultos ou idosos.

A ressonância magnética é o exame de imagem de escolha para o diagnóstico e a determinação da localização exata do tumor.

Ela deve ser feita com contraste e em algumas situações, complementada com técnicas como a espectroscopia, que analisa os componentes bioquímicos do tumor e também consequências de perfusão, que ajudam a determinar se o tumor é benigno ou maligno.

Em alguns pacientes, é necessário análise do líquido cefalorraquidiano para ajudar no diagnóstico e também na análise da disseminação do tumor pelo sistema nervoso.

Vale ressaltar que o diagnóstico definitivo e a determinação da benignidade ou da malignidade só podem ser realizados através da biópsia e análise histopatológica do tumor pelo médico patologista.

Como é feito o tratamento do tumor cerebral?

O tratamento do tumor cerebral depende da sua localização, do tipo histológico e até mesmo do seu grau de avanço e comprometimento do cérebro.

Atualmente, o tumor cerebral pode ser tratado por meio de procedimentos cirúrgicos, feitos por neurocirurgiões devidamente capacitados, por quimioterapia e radioterapia e até mesmo algumas terapias alternativas, como a imunoterapia.

Nos casos em que tratar o tumor em si não é possível, os médicos podem optar por tratar os sintomas do paciente com a chamada terapia de suporte.

Medicamentos auxiliares, como os corticoesteroides ajudam a reduzir o inchaço em volta do tumor, melhorando os sintomas como dor de cabeça, vômitos e os déficits neurológicos enquanto o paciente aguarda a cirurgia.

Medicamentos anticonvulsivantes ajudam a prevenir ou mesmo tratar crises convulsivas, já que muitas pessoas com tumor cerebral também apresentam convulsões.

Tumor cerebral tem cura?

Para alguns tipos de tumor cerebral, principalmente os tumores benignos que podem ser resolvidos totalmente com a cirurgia, existe a possibilidade de cura.

Já para os tumores malignos ou para aqueles que não podem ser removidos com cirurgia, embora não se fale cura, é possível obter controle por muitos anos com a radioterapia e quimioterapia.

Vale dizer que os riscos de uma cirurgia para os tumores cerebrais costumam ser baixos em decorrência da expertise do time neurocirúrgico, do anestesista e também do uso de vários equipamentos.

Entre os equipamentos utilizados estão o neuronavegador, monitorização neurofisiológica intraoperatória, sendo possível até mesmo cirurgias com paciente acordado de tal forma que a equipe consiga se certificar de que a chance de ter alguma sequela seja muito baixa.

Tomografia para tumor cerebral

Quais são as sequelas de um tumor cerebral?

Muitos tumores cerebrais acometem áreas que são responsáveis por funções como movimentar uma mão, um braço, uma perna ou mesmo o ato de falar.

Por conta da localização, o paciente pode apresentar sequelas tanto pela própria presença do tumor quanto, em alguns casos, pela manipulação cirúrgica da região acometida.

Entretanto, vale enfatizar que grande parte das sequelas costumam ser temporárias e melhoram com fisioterapia, fonoaudiologia ou com terapia ocupacional.

Ainda, dependendo do tumor, vale a pena o risco de uma sequela em troca da possibilidade de controle ou mesmo da cura do tumor.

Devido à capacidade de regeneração do tecido cerebral em crianças, o grau de recuperação de sequelas costuma ser bem mais elevado do que em adultos e idosos.

Tumor cerebral ou pseudotumor cerebral

Tumor cerebral é diferente de pseudotumor cerebral.

Existe uma doença chamada pseudotumor cerebral que consiste no acúmulo anormal de líquido cefalorraquidiano no interior do cérebro e provoca sinais e sintomas semelhantes aos de um tumor cerebral.

O pseudotumor cerebral (ou falso tumor cerebral) costuma acometer mulheres em idade reprodutiva que fazem uso de anticoncepcional e estão acima do peso.

Por se tratar de acúmulo anormal de líquido e não de uma massa, o tratamento do pseudotumor cerebral consiste em controlar os fatores de risco e o uso de medicamentos para reduzir a produção do líquido e, quando necessário, a colocação de um dreno para retirá-lo e, com isso, restaurar a função cerebral.

É possível viver com tumor cerebral?

Viver com tumor cerebral é totalmente possível. Inclusive, existem tumores como os meningiomas que, dependendo da idade da pessoa e da localização, não requerem cirurgia ou outros tratamentos.

Esses tumores costumam precisar de hormônio feminino para crescer e quando acometem mulheres já na menopausa, eles costumam ficar estagnados ou até mesmo calcificam, não necessitando de nenhum tratamento na grande maioria das pessoas.

Para outros tipos de tumores, pode ocorrer da cirurgia conseguir remover apenas uma parte, ficando o restante sem causar sintomas por um longo período de tempo.

Quando isso acontece, é importante manter o acompanhamento médico regular e fazer ressonância periódica para avaliar se o remanescente está ou não crescendo.

Quanto tempo vive uma pessoa com tumor cerebral?

O tempo de vida de uma pessoa com tumor cerebral depende de vários fatores, sendo o tipo de tumor o fator mais importante.

Existem tumores, como o glioblastoma multiforme, em que o tempo médio de vida, mesmo com todos os tratamentos disponíveis, não costuma ser maior que dois anos.

Já tumores como meningiomas costumam ser curados com a cirurgia e não chegam a afetar o tempo de vida da pessoa.

Canabidiol para tumores cerebrais

Nos últimos anos muitas pesquisas têm sido feitas no sentido do uso dos derivados da cannabis para ajudar pessoas com tumores cerebrais.

O canabidiol tem um efeito analgésico e atua no sentido de melhorar o humor e a qualidade de vida. Isso ajuda muitas pessoas a não precisarem do uso de analgésicos opioides para o controle da dor, por exemplo.

Sobre o efeito direto do canabidiol em tumores, trabalhos científicos em células tumorais de ratos de laboratório têm mostrado uma diminuição no crescimento e na quantidade de substâncias que promovem o crescimento dessas células.

Ainda, muitas pesquisas precisam ser realizadas para avaliar exatamente o efeito do canabidiol em pessoas que têm tumores cerebrais. No entanto, os resultados podem ser muito promissores.

Para concluir, os tumores cerebrais são frequentes e acometem pessoas de todas as idades, sendo mais comuns em crianças e idosos.

Eles produzem vários tipos de sinais e sintomas que requerem diagnóstico e tratamento, feito através de cirurgia, radioterapia e quimioterapia.

Alguns tumores são passíveis de cura, outros podem apenas ser controlados e alguns são tão agressivos que mesmo com todos os tratamentos existentes a sobrevida é curta.

Ainda, pesquisas com derivados da cannabis e outras pesquisas têm se mostrado promissora.

Clique aqui para conhecer as 5 doenças neurológicas mais comuns.

Não se esqueça de colocar em prática o que você aprendeu nesse texto, e compartilhá-lo para seus amigos e familiares.

E principalmente, compartilhe comigo nos comentários as suas dúvidas e experiências em lidar com tumores cerebrais.

Gostou? Nos ajude avaliando este artigo, por favor.

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Leave a Comment