[2021] Paralisia do Sono: Dúvidas Respondidas Por Médico Especialista.

5
(4)

Imagine que você está dormindo, de repente você acorda, mas percebe que não consegue se mexer.

Você deseja se movimentar e até mesmo sair da cama, mas seus braços e pernas não te obedecem 

Você então fica angustiado e tenta pedir ajuda, mas não consegue falar nem mesmo gritar.

Vem um aperto no peito, é uma sensação de estar tendo pesadelo, porém acordado. Ciente de tudo que está acontecendo a sua volta.

Parece cena de um filme de terror, inclusive você começa sentir a presença de um intruso no recinto, e até sentir que está flutuando, que você está fora do seu corpo. Em seguida você sente uma pressão no peito e falta de ar.

Você nunca havia experimentado tal sensação antes, descrita como a pior experiência vivenciada. Mas o que você ainda não sabe é que estava sob a paralisia do sono.

A primeira vista parece apenas um pesadelo, afinal você já tinha escutado histórias semelhantes de outras pessoas e mesmo tinha conhecimento de lendas envolvendo: bruxaria, abdução e possessão demoníaca.

Mas você nunca tinha imaginado que tal fenômeno poderia ocorrer com você.

Nas noites subsequentes o fenômeno se repete, você então decide procurar ajuda médica.

Ao conversar com o médico especialista, e realizar exames,  você é informado que se trata de paralisia do sono 

Eu sou Doutor Francinaldo Gomes, se você sofre com esses sintomas, ou mesmo tem em sua família alguém com este quadro ou se conhece alguém que tenha, leia este artigo até o final e aprenda mais sobre a paralisia do sono. 

O que é paralisia do sono?

paralisia do sono

A paralisia do sono é uma impossibilidade temporária de se mexer ou falar, na transição entre o sono e a vigília. 

Trata-se de um estado de desconexão temporária ou de descontinuidade de funções motoras, perceptivas, emocionais ou cognitivas. 

Com isso quem está quase dormindo ou acordando,  de repente não consegue realizar os movimentos voluntários, falar ou até mesmo gritar, mas sente um aperto no peito e pode ter alucinações.

É uma experiência que mistura a sensação de estar acordado e sonhando ao mesmo tempo, como se a pessoa estivesse tendo um pesadelo acordado. 

O que a paralisia do sono pode causar?

A paralisia do sono pode causar uma experiência desagradável

Pessoas que experimentam episódios frequentes da paralisia do sono podem entrar em estado persistente de ansiedade e medo, com alguns efeitos, como por exemplo: 

  • diminuição da qualidade do sono.
  • insônia.
  • cansaço.
  • sonolência diurna
  • falta de concentração e memória.
  • piora no desempenho escolar ou no trabalho.
  • desmotivação
  •  isolamento ou até afastamento do grupo social.

Nem sempre esse estado está associado a essas consequências ou outras doenças, mas a experiência em si pode ser assustadora, inclusive a relatos folclóricos referentes a ela em várias culturas.

Já foram inventadas explicações para a paralisia do sono relativos à: fenômenos paranormais, bruxaria, assalto demoníaco, abdução por alienígenas e por aí vai.

No Brasil existe a lenda da chamada Pisadeira, que retrata bem este quadro. Trata-se de uma idosa de unhas compridas, que se esconde nos telhados à noite e pisa no peito de quem dorme de barriga para cima.

Embora alguns aspectos da pisadeira sejam confirmados pela ciência, como a questão de dormir de barriga para cima, que parece ser um dos gatilhos para a paralisia do sono, o restante é apenas lenda e folclore. 

O que significa paralisia do sono?

Para muitas pessoas a paralisia do sono é uma experiência típica de filmes de terror, o tema das imagens, sons e sensações táteis que cada pessoa experimenta durante o fenômeno varia.

Mas observa-se um padrão nos efeitos que elas causam e no significado para quem passa por isso 

O terror que a pessoa pode experimentar num episódio de paralisia do sono pode ser classificado em três tipos: 

Intruso

Sensação de medo, de que há um estranho no recinto ou uma presença maligna. Alucinações visuais e auditivas.

Experiência corporal incomum

 A pessoa tem a sensação de flutuar, sair do próprio corpo e de ver o próprio corpo na cama, como se estivesse acima dele. Pode ter ainda ilusões, de que os objetos estão se movimentando.

Incubus 

Que é a sensação de pressão no peito e falta de ar.

O que causa a paralisia do sono?

As principais causas que podem fazer com que uma pessoa experimente um episódio de paralisia do sono são:

  • horários irregulares para dormir (como no caso de trabalhos noturnos).
  • privação do sono
  • estresse 
  • dormir com a barriga para baixo

Além disso, existem relatos de que esses episódios podem ser causados por transtornos do sono, como a narcolepsia e algumas doenças psiquiátricas.

O que acontece na paralisia do sono?

Nos episódios de paralisia do sono acontece o seguinte: Na passagem do estado de sono para o estado de vigilia, ou vice-versa. 

Os movimentos voluntários musculares são inibidos, os movimentos oculares e a respiração permanecem inalterados e a percepção do ambiente imediato é clara.

Estudos associam a experiência de estar fora do corpo a um processamento alterado do sistema nervoso, na região lateral e na frente do cérebro.

Que participa da integração de informações visuais auditivas e vestibulares e proprioceptivas, para codificar as imagens corporais e a noção de si.

As alucinações por sua vez estão associadas a um entrar e sair abrupto da fase de sono profundo.

Que é aquela em que ocorrem os sonhos, tanto os sonhos quanto as alucinações são formadas por eventos visuais vividos e ricamente emocionais. 

Nessa fase o corpo fica normalmente paralisado, com exceção dos órgãos vitais, como o coração e os pulmões. 

Por que temos paralisia do sono?

Embora a paralisia do sono seja um fenômeno relativamente comum, ele ainda é pouco estudado. Há vários estudos sobre os fatores de risco potenciais, mas as causas ainda não são claras.

Uma hipótese é que uma falta de sincronia entre as mudanças na atividade cerebral, e a atonia muscular na fase de sono profundo, seja o mecanismo responsável pela paralisia temporária.

Mas acredita-se que trata-se de um fenômeno multifatorial.

Já foram investigadas associações da paralisia do sono com:  uso de substâncias químicas, estresse e trauma, alterações genéticas, crenças anômalas, problemas e distúrbios de sono tanto em termos de qualidade subjetiva do sono e perturbação objetiva do sono.

Se você estiver sentindo dores de cabeça constantes devido ao estresse e por estar dormindo mal , é necessário que busque um médico especializado, para ser tratado(a) devidamente.

Alguns transtornos psiquiátricos

De acordo com a revisão feita em estudos científicos , que foi publicada em 2018 por pesquisadores britânicos, o transtorno de estresse pós-traumático parece ser o fator de risco mais comum para a paralisia do sono, seguida do transtorno do pânico.

Mas a paralisia do sono também é sintoma comum da narcolepsia.

O que fazer quando se tem paralisia do sono?

A maioria das pessoas raramente experimenta a paralisia do sono e não precisa se preocupar com episódios eventuais. 

Tudo costuma voltar ao normal naturalmente depois de alguns minutos após o despertar completo.

A paralisia do sono só é considerada uma doença quando é recorrente, ou seja quando ocorre pelo menos dois episódios num período de 6 meses.

E/ou se ela estiver relacionada a forte carga emocional, ou seja quem tem episódios frequentes de paralisia do sono e está tendo problemas com isso, como por exemplo: medo de dormir, deve procurar ajuda

Através de um estudo feita pela OMS, concluiu-se que a Pandemia contribuiu para o agravamento de distúrbios do sono, que acomete em cerca de 45% da população mundial. A World Society Sleep também faz estudos contínuos sobre distúrbios do sono.

O que fazer para sair da paralisia do sono?

A paralisia do sono é um problema pouco conhecido e desaparece sozinho após alguns minutos ou segundos.

No entanto é possível sair mais rápido nesse estado de paralisia quando alguém toca na pessoa que está tendo episódio, ou quando a pessoa consegue pensar de forma lógica no momento e foca toda sua energia para tentar movimentar os músculos

Como evitar a paralisia do sono?

A paralisia do sono tem sido mais frequente em pessoas com maus hábitos de sono e com isso, para evitar que os episódios possam acontecer é recomendado melhorar a qualidade do sono através de estratégias como: 

  • dormir entre 6 a 8 por noite.
  • ir para cama sempre na mesma hora.
  • acordar todos os dias na mesma hora. 
  • evitar bebidas energéticas antes de dormir ( como café ou refrigerante).

Na maioria dos casos a paralisia do sono surge 1 a 2 vezes durante toda a vida.

Mas quando ela acontece mais do que uma vez ao mês, por exemplo, é aconselhado consultar um neurologista ou médico especialista em distúrbios do sono. 

Que pode incluir o uso de remédios antidepressivos, como a clomipramina.

Conclusão

A paralisia do sono é uma situação pouco frequente e ainda pouco conhecida.

Está associada a vários fatores relacionados à qualidade do sono, como por exemplo: o estresse e transtornos psiquiátricos.

Em geral ela costuma se resolver espontaneamente e não requer nenhum tipo de tratamento. 

Porém em algumas pessoas ela pode estar associada a efeitos negativos na qualidade de vida, como por exemplo: sono, depressão e o medo de dormir.

Neste caso é necessário procurar ajuda médica. 

Gostou? Nos ajude avaliando este artigo, por favor.

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário