[2022] TDAH: Tudo o que Você Precisa Saber

5
(1)

Nesse artigo vamos falar sobre o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, conhecido como TDAH. 

Ao longo desse texto você vai aprender, dentre outros assuntos o que é TDAH, quais são os seus sintomas, como é feito o tratamento e se TDAH tem cura. 

Imagine a seguinte situação:

Você percebe que seu filho, agora com oito anos de idade, vem apresentando baixo desempenho escolar.

Segundo a professora, ele vem apresentando desatenção e agitação excessiva. Também vem apresentando episódios de teimosia e agressividade, tanto para com os colegas,, quanto para com os professores, principalmente quando ele é contrariado.

Além disso, há relatos de atitudes impulsivas, por vezes havendo comportamento inadequado em várias situações, tanto no ambiente escolar, quanto no ambiente domiciliar ou em outros ambientes. 

A professora também relata que ele quase não se concentra nas tarefas e que se distrai facilmente. Tais comportamentos têm se refletido em suas médias escolares, que estão em franco declínio.

Em casa, você também tem percebido esses comportamentos, embora em menor intensidade. Você inclusive já conversou com seu filho para saber se havia algo de errado, mas ele simplesmente diz que nada de diferente ocorreu.

A professora então orienta você a procurar ajuda médica e, preocupado com a saúde do seu filho, você o leva ao neuropediatra. Após uma minuciosa avaliação e realização de exames você é informado que ele sofre de Transtorno do Déficit de Atenção e hiperatividade (TDAH)

Eu sou o doutor Francinaldo Gomes, neurocirurgião especialista em neuromodulação e epilepsia, e se você sofre com esta doença ou mesmo se conhece alguém que a tenha, acompanhe esse artigo até o final e aprenda mais sobre o TDAH.

criança com TDAH

O que é TDAH?

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, conhecido pela sigla TDAH, é caracterizado pela presença de sintomas como desatenção, hiperatividade e (ou) impulsividade.

É comum que ele ocorra na infância, mas pode persistir nos adultos principalmente quando não é adequadamente tratado no período da infância. 

Os primeiros sinais desse transtorno surgem depois dos sete anos, já que entre os 6 e 7 anos de idade as estruturas cerebrais que regulam a atenção e o comportamento ainda estão amadurecendo. 

Além disso, os sinais são bem mais fáceis de identificar nos meninos, e normalmente incluem excesso de desatenção, agitação, teimosia, agressividade ou atitudes impulsivas, que fazem com que a criança tenha um comportamento inadequado e prejudica o rendimento escolar.

tdah o que fazer

Quais são os principais sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)?

Uma vez que o TDAH é um transtorno complexo, seus sinais e sintomas são geralmente divididos em dois grupos. 

Desatenção

Assim, a desatenção pode ser identificada por:

  • Dificuldade para prestar atenção ou errar por descuido em atividades lúdicas escolares, ou de trabalho; 
  • Parecer não escutar quando se fala com ele(a);
  • Não seguir instruções em tarefas escolares, domésticas ou deveres profissionais;
  • Perder coisas necessárias para tarefas ou atividades;
  • Evitar tarefas que exigem esforço mental constante;
  • Esquecimento frequente das atividades diárias.

Hiperatividade e a Impulsividade

Já a hiperatividade e a impulsividade tem as seguintes características:

  • Agitar as mãos e os pés ou se remexer na cadeira;
  • Abandonar a cadeira da sala de aula ou outras situações onde se espera que permaneça sentado;
  • Correr ou escalar objetos de forma exagerada em situações inapropriadas;
  • Dificuldade em brincar ou envolver-se silenciosamente em atividades de lazer;
  • Está frequentemente a mil e muitas vezes agir como se estivesse a todo vapor;
  • Falar de forma exagerada;
  • Dar respostas precipitadas antes das perguntas terem sido concluídas;
  • Ter dificuldade em esperar a sua vez;
  • Interromper ou se meter em assuntos dos outros.

A criança hiperativa pode demonstrar este comportamento em qualquer lugar, como na escola, em casa ou na igreja, e eles são muito desgastante para os pais, cuidadores ou professores.

Antes de se pensar em déficit de atenção e hiperatividade, é importante observar os sinais que a criança demonstra e tentar entendê-la, já que o nervosismo, o medo e o cansaço, por exemplo, são situações que também podem gerar alterações no comportamento.

Como é feito o diagnóstico do TDAH?

Caso hajam suspeitas de TDAH, é importante consultar um médico pediatra para ele observar o comportamento da criança e avaliar se existe necessidade de preocupação.

Assim, se forem identificados sinais do transtorno, poderá indicar a consulta de outro especialista, pois, normalmente, o diagnóstico de TDAH é feito por um psiquiatra ou por um neuropediatra na idade pré-escolar.

O diagnóstico é completamente clínico, sendo feito por meio da observação do comportamento da criança na escola, em casa e nos outros locais do seu dia a dia para confirmar se existem pelo menos seis sinais que indiquem a presença do transtorno.

Existem ainda testes online que podem ser usadas para identificar os sinais e sintomas de TDAH.

Como é feito o tratamento do TDAH?

O tratamento do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade é feito com uso de medicamentos, terapia comportamental ou uma combinação destes.

Na presença de sintomas que indicam esse tipo de transtorno é importante consultar-se com um pediatra, psiquiatra infantil ou neuropediatra que podem orientar o melhor tratamento para cada criança.

Além disso, para que o tratamento do TDAH seja eficaz é muito importante que os pais e professores se envolvam no processo, melhorando o ambiente em que a criança convive, através da criação de uma rotina, organização do ambiente e o oferecimento de atividades no momento certo.

Formas naturais

As formas naturais de auxiliar no tratamento desta síndrome são:

  • Controle da alimentação, evitando-se alimentos ricos em corantes e açúcares (como pirulitos, balas e gelatina);
  • Estímulo à prática de atividades físicas;
  • Além da realização de terapias alternativas, como meditação e acupuntura, que são muito úteis para acalmar e estimular a concentração da criança.

Tratamento com medicamentos

O tratamento para o TDAH é feito com remédios que promovem uma diminuição na impulsividade, desatenção, e também dos sintomas do movimento, facilitando uma melhor interação social e desempenho na escola ou no trabalho.

As opções incluem os psicoestimulantes, como metilfenidato, conhecido como ritalina, que são a primeira escolha para o tratamento.

Os antidepressivos também podem ser utilizados. Os antipsicóticos, como a tioridazina ou a risperidona, por exemplo, são úteis somente em casos específicos para o controle do comportamento, especialmente quando há atraso mental.

No caso de dificuldades com o tratamento, ainda existem outros medicamentos que podem ser utilizados, como a clonidina

O tipo de remédio, a dose e o tempo de uso são determinados pelo médico assistente de acordo com a necessidade de cada pessoa. 

O tratamento com psicoterapia é indicado para crianças que têm TDAH e chama-se Terapia Cognitiva Comportamental, feita por psicólogos. Ele tem um foco no apoio e na mudança do comportamento e na criação de melhores hábitos, permitindo o enfrentamento dos problemas causados pelo TDAH e trazendo motivação e autonomia para a pessoa.

Ao longo do tratamento psicoterapêutico, também é importante trabalhar com todo o contexto social da criança com esta síndrome, envolvendo pais e professores para manutenção para as orientações do dia a dia, essenciais para ajudar na manutenção do foco e da atenção da criança.

Opções naturais 

O tratamento alternativo para crianças com TDAH, que não substitui, mas auxiliam no tratamento, incluem:

  • Técnicas de relaxamento e meditação, através de yoga, acupuntura e shiatsu, por exemplo. Esses tratamentos podem ajudar a controlar os sintomas de agitação e melhorar a concentração.
  • Manutenção de um ambiente organizado em casa com regras que facilitem o desenvolvimento de tarefas e melhorem a concentração, já que o ambiente desorganizado pode influenciar no comportamento de impulsividade, hiperatividade e desatenção.
  • Estímulo à prática de atividades físicas é essencial para diminuir a hiperatividade, pois ajuda a gastar as energias em excesso e relaxar.
  • Cuidados com a alimentação, evitando-se alimentos ricos em corantes, conservantes, açúcares e gordura, que podem piorar o comportamento é impulsividade.

Além disso, o tratamento com fonoaudiólogo é recomendado para crianças em que existam dificuldades como a dislexia ou transtorno da expressão escrita, conhecido como disortografia.

Nos últimos, anos algumas pesquisas têm mostrado benefícios do uso de derivados da cannabis em pessoas que têm TDAH, ajudando no controle da hiperatividade, no sono, na depressão e na ansiedade.

Mais pesquisas são necessárias para estabelecer os reais benefícios e também os potenciais efeitos colaterais dos derivados da cannabis em pessoas com TDAH. As orientações que precisam ser dadas para os familiares de pessoas que têm TDAH são importantes para complementar o tratamento. 

Algumas delas são:

  •  Criar horários regulares na vida diária da criança;
  •  Olhar nos olhos da criança quando fala;
  • Ajudá-la a organizar o local de estudo, retirando materiais que possam distrair;
  • Oferecer um espaço de silêncio e calmo para a criança dormir e estudar;
  • Oferecer outra atividade quando a criança começa a ficar agitada;
  • Dividir as informações e usar menos palavras para explicar algo.

Além disso, é importante promover a socialização da criança com outras crianças, como forma de diminuir os sintomas do TDAH.

Qual a diferença entre TDAH e autismo?

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade pode muitas vezes ser confundido com autismo e até gerar alguma confusão para os pais e familiares. 

Isso porque ambos os transtornos compartilham sintomas semelhantes, como ter dificuldade para prestar atenção, não conseguir ficar quieto, ou ter dificuldade para esperar sua vez, por exemplo.

No entanto, são transtornos completamente diferentes, especialmente em relação na origem de cada problema.

Isto é, enquanto no TDAH os sintomas estão relacionados na forma como o cérebro cresce e se desenvolve, no autismo acontecem vários problemas com todo desenvolvimento da criança, que podem afetar a linguagem, o comportamento, a interação social e habilidade para aprender.

Porém, é possível que uma criança tenha ao mesmo tempo TDAH e autismo. Assim, uma vez que pode ser difícil para os pais identificarem as diferenças em casa, o melhor sempre é consultar um pediatra, um psiquiatra infantil, ou um neuropediatra e um psicólogo, para fazer o diagnóstico correto e iniciar o melhor tipo de tratamento adequado as verdadeiras necessidades da criança.

Para concluir, o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade é uma condição frequente com sinais e sintomas variados e traz consequências para criança e para a família toda.

Apesar de não haver cura, o tratamento multidisciplinar iniciado o mais cedo possível ajuda a melhorar a qualidade de vida das crianças e de seus familiares.

Ainda, pesquisas com derivados da cannabis tem se mostrado promissoras. 

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco sua opinião.

tdah o que fazer

Gostou? Nos ajude avaliando este artigo, por favor.

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Leave a Comment