Tudo sobre a Neuralgia do Trigêmeo com o Neurocirurgião Dr. Francinaldo Gomes (2023)

4.1
(20)

Você sabe o que é a neuralgia do trigêmeo? Você irá saber o que é a neuralgia do trigêmeo? Como é feito o seu diagnóstico e tratamento? Se essa doença tem cura? 

Eu sou o Dr. Francinaldo Gomesneurocirurgião especialista em neuromodulação, epilepsia e cannabis medicinal e neste artigo irei esclarecer as suas dúvidas sobre a neuralgia do trigêmeo. 

O que é a Neuralgia do Trigêmeo?

A neuralgia do trigêmeo é uma alteração neurológica caracterizada pela compressão do nervo trigêmeo, que é o nervo responsável pelo controle dos músculos, da mastigação e pela sensibilidade do rosto.

Esta alteração resulta em crises de dor principalmente na parte inferior do rosto, mas que também podem irradiar para a região em volta do nariz e parte superior dos olhos.

As crises da neuralgia do trigêmeo são bastante dolorosas e podem ser desencadeadas por atividades simples como tocar o rosto, comer ou escovar os dentes, por exemplo 

Quais são os sintomas da Neuralgia do Trigêmeo?

O principal sintoma da neuralgia do trigêmeo é a dor na região do trigêmeo, desencadeada por qualquer movimento que promova a compreensão do nervo como, por exemplo, escovar os dentes, mastigar, sorrir ou lavar o rosto.

Os sintomas estão relacionados com o local em que o nervo foi comprimido, sendo a dor principalmente nos lábios, na gengiva, nas bochechas e no queixo, causando dificuldades para mastigar, além de possíveis dores nos olhos e na testa.

A dor costuma ser em choque súbito que surge no rosto mesmo com movimentos leves, como tocar no rosto ou aplicar maquiagem.

Também pode ocorrer sensação de calor no trajeto do nervo e formigamento na região acometida. 

Geralmente as crises de dor são provocadas pela neuralgia do trigêmeo duram alguns segundos ou minutos e surgem como se fosse um choque que podem ser bastante intensas, podendo ser localizadas em apenas uma região ou se espalhar para todo um lado do rosto.

Em alguns casos a dor pode se manter por vários dias, causando muito desconforto e até mesmo desespero, sendo fundamental que um médico assistente seja consultado para que seja feito uma avaliação e seja orientado o tratamento mais adequado.

mulher com dor pela neuralgia do trigêmeo

Quais são as causas da Neuralgia do Trigêmeo?

A neuralgia do trigêmeo é provocada pela compressão do nervo trigêmeo dentro da cabeça, sendo mais comum que essa compressão aconteça devido ao deslocamento de um vaso sanguíneo que acaba por se apoiar sobre o nervo.

No entanto, essa situação também pode acontecer em pessoas com lesões cerebrais ou doenças autoimunes que afetam os nervos, como a esclerose múltipla, onde a bainha de mielina do nervo trigêmeo vai se desgastando causando mal funcionamento do nervo.

Ainda, pode acontecer também como consequência de uma cirurgia, uso de medicamentos, pancada na cabeça ou no rosto e diminuição na circulação sanguínea da região.

Assim, devido à compressão do nervo, é possível haver alteração da sensibilidade no rosto de forma que as crises e sintomas possam ser causados por ações comuns do dia a dia, como escovar os dentes, sorrir, falar, bocejar, lavar o rosto, passar maquiagem, beber, comer ou até mesmo tocar o rosto, por exemplo.

Como é feito o tratamento da neuralgia do trigêmeo?

Apesar de não ter cura, as crises da neuralgia do trigêmeo podem ser controladas com medicamentos e procedimentos, promovendo melhora na qualidade de vida da pessoa.

Assim, de acordo com a gravidade das crises pode ser recomendado pelo médico:

  • Uso de medicamentos para promover o alívio da dor;
  • A realização de sessões de fisioterapia;
  • Cirurgia para bloquear a função do nervo. 

Confira abaixo as principais opções de tratamento para a neuralgia do trigêmeo.

Uso de remédios

O uso de remédios normalmente é a primeira forma de tratamento recomendada pelo neurologista.

Nesse sentido, podem ser recomendados:

  • Analgésicos, como paracetamol ou dipirona;
  • Anticonvulsivantes, como a carbamazepina, a gabapentina ou a lamotrigina;
  • Relaxantes musculares, como baclofeno;
  • Antidepressivos, como a amitriptilina ou a nortriptilina.

A neuralgia do trigêmeo é uma doença que causa dor forte semelhante a um choque elétrico no rosto, sendo o tratamento medicamentoso normalmente realizado para controlar a irritação do nervo e diminuir os sintomas.

Sessões de fisioterapia

O tratamento fisioterapêutico da neuralgia do trigêmeo pode ser feito através da eletroestimulação, em que são aplicados pequenos choques elétricos no rosto para controlar a sensibilidade do nervo e ajudar no alívio da dor.

Cirurgia

O tratamento cirúrgico da neuralgia do trigêmeo é feito quando o tratamento com remédios convencionais não apresenta resultados, ou quando a dor é muito intensa.

Dessa forma, o tratamento cirúrgico pode ser feito de três formas: 

  • Lesão percutânea de algumas fibras do nervo por radiofrequência, na qual há a queima de uma parte do nervo trigêmeo;
  • Compressão através de um balão; 
  • Cirurgia para remoção de um tumor ou do vaso sanguíneo que esteja causando a compreensão do nervo trigêmeo;

Como é feito o diagnóstico da Neuralgia do Trigêmeo?

O diagnóstico é feito com base nos sinais e sintomas apresentados pela pessoa e também na localização da dor.

Além disso, normalmente é solicitada a realização de exames complementares, como ressonância magnética, tomografia computadorizada ou raio-x, para verificar se há alguma condição mais séria responsável pela neuralgia do trigêmeo, como infecção dentária, fratura no dente ou tumor.

Neuralgia do Trigêmeo tem cura?

A neuralgia do trigêmeo não tem cura. No entanto, as crises de dor podem ser controladas por meio do uso de medicamentos indicados pelo neurologista, de acordo com o histórico de saúde de cada pessoa e de acordo com a intensidade dos sintomas, ajudando a promover a melhora na qualidade de vida.

Para os pacientes os quais a dor não melhora com tratamento medicamentoso, pode ser realizada os procedimentos cirúrgicos.

Qual médico procurar para Neuralgia do Trigêmeo?

Os médicos que cuidam de pessoas com neuralgia do trigêmeo são o neurologista e o neurocirurgião.

Quais são os tipos de Neuralgia do Trigêmeo?

Neuralgia do trigêmeo idiopática (primária)

A forma primária, ou idiopática, de neuralgia do trigêmeo possui como hipótese o fenômeno da compressão do nervo pelo vaso sanguíneo anômano e representa cerca de 80-90% de todos os casos.

O mais comum é a compressão pela artéria cerebelar superior, mas podem estar envolvidas também:

  • Artéria cerebelar posterior inferior;
  • Artéria vertebral;
  • Artéria cerebelar anterior e inferior, em um pequeno percentual dos casos.

Neuralgia do trigêmeo secundária

A forma de neuralgia do trigêmeo secundária relaciona-se com doenças como esclerose múltipla, isquemia vasculares, tumores na região da cabeça, como chivanomas e outras lesões não relacionadas à compressão neurovascular, representando a causa de cerca de 10% dos pacientes.

Para concluir, a neuralgia do trigêmeo é uma condição rara que afeta pessoas em idade produtiva da vida e que impõe grandes limitações para a qualidade de vida.

As pessoas com neurologia do trigêmeo sofrem muito e necessitam de tratamento o mais precocemente possível para que possam ter de volta a qualidade das suas vidas.

Leia também: Quando consultar um neurocirurgião?

Coloque em prática o que aprendeu neste artigo e compartilhe comigo suas dúvidas e experiência em lidar com a neuralgia do trigêmeo.

Gostou? Ajude-nos avaliando este artigo!

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.1 / 5. Número de votos: 20

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário