[2023] Cannabis Medicinal e Alta Performance Esportiva: Neurocirurgião Explica

5
(2)

Você conhece a relação entre Cannabis Medicinal e Alta Performance Esportiva?

É crescente o número de atletas brasileiros que praticam esportes de alta performance. Tal feito é tarefa para poucos e exige que o corpo atinja seu limite. Com isso, o corpo sofre desgaste, surgindo dores crônicas, problemas osteomusculares e mesmo alterações no sono e no humor.

Para lidar com estas situações, dentre outros recursos, os atletas costumam recorrer às medicações convencionais como analgésicos corticosteróides, opióides e mesmo antidepressivos. Não raro, os efeitos colaterais tornam-se prejudiciais e pode, inclusive, surgir dependência.

Neste sentido, o uso derivados da cannabis surge como um forte aliado no combate aos problemas relacionados à prática de esportes de alta performance.

Uso da Cannabis Medicinal

Cannabis Medicinal e Alta Performance Esportiva

Desde a descoberta do sistema endocanabinoide na década de 1980/90, vários estudos de aplicação terapêutica dos derivados da cannabis têm sido feitos de tal forma que o uso já se encontra estabelecido para pessoas com determinados tipos de epilepsias e transtorno do espectro autista.

Recentemente surgiram evidências de sua aplicação para pessoas com ansiedade, dores crônicas e distúrbios do sono.

Cannabis Medicinal e Alta Performance Esportiva

O uso da Cannabis foi liberado pela Agência Mundial Antidoping (WADA) já que existe comprovação de que os derivados da cannabis são aliados dos atletas.

Sabe-se que o cannabidiol (CBD) contribui para o rendimento físico dos esportistas, melhora o tratamento de lesões, reduz as dores e inflamações causadas durante os treinos, controla a ansiedade e melhora a qualidade do sono.

Os atletas, particularmente os de alta performance, estão entre os mais adeptos ao uso de cannabis medicinal. Isto porque estes atletas costumam sofrer diariamente com as dores e com as lesões decorrentes da prática esportiva. O uso de derivados da cannabis ajudam na recuperação e mesmo na cura das lesões.

Vale ressaltar que apenas o CBD isolado está liberado para uso segundo a WADA. Entretanto, para as modalidades esportivas não regulamentadas pela WADA, como as lutas, pode-se associar o THC (TetraHidroCanabinol, outro componente medicinal).

Uma pesquisa feita pela Kaya Mind, empresa brasileira especializada em dados e inteligência de mercado no segmento da cannabis, aponta que mais de 807 mil atletas seriam potenciais usuários de produtos à base de cannabis no Brasil para o tratamento de uma variedade de condições médicas. Desse total, 61 mil seriam atletas profissionais, 427 mil amadores e 339 mil eventuais.

Ainda assim, a Kaya Mind aponta que a classe esportiva no Brasil, tanto profissional quanto amadora, não tem amplo acesso aos derivados da cannabis por conta de limitações causadas pelo conservadorismo do setor, pela pouca disseminação do uso medicinal da cannabis entre os profissionais de saúde e pela regulamentação em vigor no país.

Muitos estudos ainda precisam ser feitos, mas os benefícios do uso de Cannabis Medicinal e para alta Performance esportiva para os atletas até agora têm sido evidentes e os resultados têm sido promissores. Com a difusão do conhecimento acerca desses benefícios e também com a mudança de mentalidade dos profissionais e mudanças na legislação brasileira, espera-se que um número cada vez maior de atletas seja beneficiado pelo uso dos derivados da cannabis e possam manter sua saúde e sua performance em alto nível.

O Instituto de Neuromodulação, Epilepsia e Cannabis Medicinal Dr. Francinaldo Gomes oferece terapias com cannabis medicinal para pessoas com epilepsia, transtorno do espectro autista, demências, distúrbios do movimento, dores crônicas, distúrbios do sono dentre outras condições. 

Leia também:
[2022] Celebridades que Apoiam o Uso de Cannabis Medicinal
Quando consultar um neurocirurgião?

Gostou deste artigo? Se o conteúdo dele foi útil, peço que repasse este vídeo para seus amigos e familiares e, principalmente, compartilhe comigo as suas dúvidas sobre o assunto!

Gostou? Ajude-nos avaliando este artigo!

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário