Síndrome de West: Tratamento, cura e expectativa de vida.

3.9
(57)

Entenda os tratamentos da Síndrome de West neste artigo escrito pelo Doutor Francinaldo Gomes, neurocirurgião, especialista em neurocirurgia funcional e epilepsia.

Síndrome de West Tratamento

O tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível.

Na prática atual, é indicado o uso de medicamentos como: ACTH que é o  hormônio adrenocorticotrófico, sintético ou natural.

Outro medicamento é a vigabatrina, que é um medicamento usado para tratar epilepsia

Devido às dificuldades de acesso do acth, outros medicamentos corticosteróides podem ser usados como por exemplo: a prednisolona.

Outros fármacos para epilepsia também podem ser utilizados, porém com menor eficácia, dentre eles têm valproato de sódio, topiramato, os benzodiazepínicos, em associação com os outros fármacos levetiracetam, lamotrigina. 

O uso do canabidiol tem se mostrado promissor no controle das crises em crianças com síndrome de west, particularmente quando a causa é a esclerose tuberosa.

Em alguns pacientes, a ressecção cirúrgica de uma área cerebral localizada e comprovadamente causadora das crises ou  mesmo a colocação de um neuroestimulador, como por exemplo estimulador de nervo vago, pode evitar as convulsões

Além disso o tratamento também inclui: fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia geralmente feita por profissionais em clínicas de reabilitação ou mesmo em atendimento domiciliar

Enfim os cuidados de uma equipe terapêutica multidisciplinar formada por: médico fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo ajudam muito no tratamento das crianças portadoras desta condição.

Síndrome de West tem cura?

Não existe cura para síndrome de west, apenas pode-se obter o controle das crises que acontecem gradativamente, uma vez que a criança iniciou o tratamento correto.

Por isso é importante diagnosticar e tratar a criança o mais rápido possível, já que o objetivo do tratamento é diminuir os sintomas e corrigir as anormalidades do cérebro.

Como prevenir a síndrome de West?

Na maioria das vezes não há como prevenir a síndrome de west.

Nas crianças que apresentam uma causa específica os pais devem procurar evitar ou mesmo controlar a causa o mais rápido possível.

Síndrome de West expectativa de vida

Comumente as pessoas que têm síndrome de west tem uma pequena expectativa de vida e não costumam sobreviver muitos anos.

O  prognóstico da síndrome de baixo é pobre, e depende muitas vezes na causa 

As formas nas quais não se encontram uma causa, costumam ter o melhor prognóstico do que aquelas nas quais existe uma causa 

Quando a criança consegue sobreviver até a fase adulta, algo que não é comum, os espasmos podem persistir

Um grande número de pacientes, cerca de 50% a 70%,  desenvolve outras formas de epilepsia, mas há a possibilidade de remissão total dos espasmos considerados criptogenéticos, embora não haja confirmação de remissão definitiva para os casos mais graves. 

A hipsarritmia também pode desaparecer ou se transformar no decorrer do tempo.

Gostou? Nos ajude avaliando este artigo, por favor.

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.9 / 5. Número de votos: 57

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Leave a Comment