[2023] Dor no nervo ciático (Lombociatalgia)

5
(5)

Você sabe identificar uma dor no nervo ciático? E o que deve ser feito caso a dor apareça? Como é feito o seu diagnóstico e tratamento da inflamação no nervo ciático?

Eu sou o Dr. Francinaldo Gomes, neurocirurgião especialista em neuromodulação, epilepsia e cannabis medicinal, e neste artigo irei esclarecer as suas dúvidas sobre dor no nervo ciático.

O que é nervo ciático? Onde ele fica?

O nervo ciático é o maior nervo do corpo humano, responsável pelo controle das articulações do quadril, joelhos e tornozelos, assim como dos músculos das pernas e pés. 

Seu trajeto se inicia mais ou menos no meio da coluna vertebral e vai para baixo, passando pelos glúteos e seguindo pela coxa até alcançar os joelhos, onde o nervo ciático se divide em outras duas ramificações, até chegar aos pés.

Por vezes, um indivíduo se queixa de dores intensas nos pontos onde o nervo ciático está localizado, como na região da coluna lombar, dos glúteos e nas coxas.

O que é dor no nervo ciático (ciatalgia)?

A dor no nervo ciático é chamada também de ciatalgia pelos médicos. Ela é muito comum e afeta grande parte das pessoas em algum momento de suas vidas.

O que deve ser feito em caso de dor no nervo ciático?

Em caso de dor no nervo ciático você procurar ajuda médica o quanto antes para saber a causa e iniciar o tratamento. Isto porque, como qualquer dor em nosso corpo, pode ocorrer a sensibilização, na qual o organismo se acostuma com a dor e os remédios passam a perder o efeito.

Quais são os sintomas de dor no nervo ciático?

A dor no nervo ciático pode ser bastante intensa e pode, inclusive, dificultar que o paciente ande normalmente ou permaneça ereto. Outros sintomas de dor no nervo ciático incluem:

  • Dor nas costas, na porção inferior, nos glúteos ou nas pernas;
  • Pontadas nessa região do corpo;
  • Formigamento nos pés e nas pernas;
  • Dificuldade de andar e de se manter ereto;
  • Dormência na porção inferior do corpo.
Nervo ciático inflamado? O que é a dor no nervo ciático (lombociatalgia)? Neurocirurgião Explica.

Quais são as causas da dor no nervo ciático?

As causas da dor costumam estar relacionadas a uma inflamação do nervo ciático, que pode ser ocasionada por uma série de fatores, sendo o mais comum a compressão do nervo ciático. 

Entre os principais motivos que podem levar um paciente a ter dor no nervo ciático, podemos destacar:

  • hérnia de disco;
  • esporão ósseo, também chamado de bico de papagaio;;
  • compressão muscular;
  • anomalias musculares;
  • anomalias ou alterações articulares com as artroses;
  • síndrome do piriforme;
  • Tumores.
  • Traumatismos

A dor ciática na gravidez também é bastante comum e está relacionada à compressão do nervo, que pode acontecer devido à retenção de líquido que acontece durante a gestação;

Como é feito o diagnóstico de dor no nervo ciático?

O diagnóstico de dor ciática costuma ser realizado com auxílio do médico, para entender se essa é a causa exata da dor ou se há alguma outra condição afetando o paciente, como a hérnia de disco, por exemplo.

Além de um exame clínico, que analisa os sintomas do paciente, podem ser feitos também testes físicos e exames de imagem como o RX, a tomografia computadorizada e a ressonância magnética com o objetivo de entender melhor o posicionamento do nervo no corpo do paciente. Em alguns pacientes pode ser necessária fazer a eletroneuromiografia para ajudar a saber o tipo e a localização da lesão.

Como é feito o tratamento da dor ciática (lombociatalgia)?

O tratamento da dor ciática depende de sua causa, ou seja, do diagnóstico e da intensidade dos sintomas. A maioria dos casos pode ser tratada de forma conservadora, com uso de medicações e fisioterapia.

Tratamento conservador

  • Repouso: compressão aguda de nervo não combina com esforços, muito menos com exercícios físicos. Nos primeiros dias (ou semanas) de dor irradiada para o braço ou para perna, seu corpo precisará que reduza a intensidade das atividades físicas (de trabalho e lazer) e mantenha certo grau de repouso.
  • Medicamentos: na fase aguda, diversos medicamentos podem ser utilizados para controle da dor. Os mais frequentes são: analgésicos simples, anti-inflamatórios não hormonais, corticosteróides e analgésicos opióides. Anti-convulsivantes como gabapentina e pregabalina também têm seu papel no controle da dor.
  • Fisioterapia: frequentemente utilizada para controle da dor nas fases iniciais. Existem diversas modalidades de analgesia que podem ser usadas na fase crítica da dor. Após isso, introduz-se progressivamente exercícios de alongamento muscular e, em seguida, de fortalecimento muscular. Existem diversas técnicas de fisioterapia para tratamento conservador de hérnia de disco.
  • Acupuntura: procedimento médico que utiliza inserção e manipulação de agulhas metálicas em determinadas partes ou pontos do corpo, que visa tratamento de muitas condições clínicas, assim como à manutenção da saúde. Essa técnica terapêutica é originária da China e faz parte de um grupo de conhecimentos médicos desenvolvidos ao longo dos últimos 2.500 anos, denominados de Medicina Tradicional Chinesa (MTC).
  • Infiltrações na coluna ou bloqueios anestésicos: procedimentos frequentemente utilizados pelos especialistas em coluna. Possui eficácia e resultado consistentes no tratamento de dor na coluna e no nervo ciático.

Tratamento cirúrgico

A cirurgia é reservada para pacientes que apresentem perda de força muscular ou falha do tratamento conservador. A cirurgia mais comum para casos de hérnia de disco lombar é a microdiscectomia, que pode ser feita de maneira minimamente invasiva (microtubular) ou então por endoscopia. Na maioria das vezes não há necessidade de colocação de implantes metálicos nem de repouso, exceto em casos em que há instabilidade da coluna.

Existem situações em que não é possível fazer a retirada da hérnia ou mesmo do bico de papagaio ou de artroses. Nesses casos costuma-se fazer a rizotomia que é a lesão das fibras nervosas que conduzem a dor através de radiofrequência feita com agulhas e eletrodos.

Para pacientes que ainda sofrem com a dor mesmo após cirurgias para hérnia de disco ou mesmo que já tem parafusos colocados na coluna, costuma-se fazer a cirurgia de neuromodulação através da colocação do estimulador medular, uma espécie de chip que evita que o estímulo doloroso chegue ao cérebro, ajudando no controle da dor.

tratamento dor no nervo ciático

Qual o papel do CBD para tratar a dor ciática?

Alguns pacientes com dor ciática necessitam de analgésicos por longos períodos de tempo, podendo causar dependência.Uma alternativa possível é o canabidiol (CBD). O CBD é um dos dois compostos químicos mais abundantes encontrados na planta canábis. Este composto, juntamente com os outros, interage com o sistema endocanabinoide no nosso organismo. Este sistema está diretamente relacionado com o nosso sistema nervoso central e regula nosso humor, memória, dor, funções motoras e muito mais.

Foi descoberto em investigação que o CBD apresenta muitas propriedades analgésicas com poucos efeitos secundários negativos e considera-se que tem um risco de dependência reduzido. Também possui propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar a reduzir qualquer inflamação do nervo ciático, no caso de uma hérnia discal. Todos estes aspectos destacam o grande potencial do CBD no tratamento da ciática e do dano no nervo ciático.

Quais os exercícios para aliviar a dor do nervo ciático?

A fisioterapia é uma forte aliada para problemas no nervo ciático. Isso porque, quando o paciente procura uma clínica de fisioterapia ou é indicado pelo seu médico para sessões de fisioterapia, é montado um plano de tratamento individualizado. 

Nesse plano de tratamento, conforme os sintomas que o paciente apresenta, são incluídas manobras anestésicas para aliviar as dores locais do paciente. 

Dentre essas manobras anestésicas, podemos citar TENS e massagens específicas na região. 

Após melhora do quadro de dor, é também realizado um processo de alongamento e fortalecimento da musculatura que envolve o nervo ciático. 

Com esse fortalecimento e alongamento, a musculatura relaxa e além de suportar melhor as tensões, evita comprimir o nervo ciático, o que previne futuras crises recorrentes. 

Alguns exercícios são bastante indicados para se fazer diariamente, em casa. Veja alguns exemplos de exercícios indicados para nervo ciático. 

1) Elevação do quadril (ponte)

Deitado em uma superfície firme, como um colchonete sobre o chão, por exemplo, com a barriga voltada para cima, apoie firmemente os calcanhares no chão. 

Mantenha os braços ao lado do corpo. 

A seguir, eleve o quadril e o mantenha elevado por, pelo menos, 15 segundos. Contraia os glúteos e sinta o músculo posterior da coxa contrair também. 

Volte à posição original e repita o movimento por, pelo menos, 15 vezes. 

2) Prancha isométrica 

Fique em quatro apoios e apoie os braços no chão. 

Na sequência, eleve a parte superior do corpo, mantendo-se alinhado e olhe para frente. 

Contraia o abdômen e os glúteos. 

Conte até, pelo menos, 30 e depois volte à posição original. 

Repita o movimento, ao menos, mais 2 vezes. 

3) Alongamento sentado em uma cadeira 

Sente-se em uma cadeira, apoiando bem as costas no encosto. É importante ter uma boa postura para fazer o alongamento. 

Coloque o tornozelo sobre o joelho da outra perna. A seguir, puxe o joelho para próximo ao peito, sentindo alongar a parte posterior da perna. 

Procure não se curvar e se lembre de manter a postura correta. 

Mantenha a posição por, pelo menos, 15 segundos e repita o movimento por cinco vezes. Lembre-se também de fazer o mesmo exercício com a outra perna. 

4) Alongamento deitado de costas 

Esse é um exercício que deverá ser feito deitado de costas em um colchonete. 

É um exercício semelhante ao anterior, cujo objetivo é alongar a região posterior da coxa, por onde passa o nervo ciático. 

Assim, dobre as pernas, mantendo os calcanhares no chão. Coloque o tornozelo sobre o joelho oposto e puxe a perna para perto do seu peito. 

Você pode, inclusive, utilizar uma toalha para facilitar puxar a perna para próximo do seu peito, sempre respeitando seus limites. 

Da mesma forma que o exercício anterior, mantenha a posição por 15 segundos e repita o movimento por 5 vezes. 

5) Postura gato-vaca do Yoga 

A prática do Yoga traz maior consciência corporal e mobilidade. 

Dentre as várias posturas, a postura gato-vaca é uma das mais indicadas como exercícios para o nervo ciático. 

Fique em quatro apoios e arqueie a coluna para baixo, com a cabeça para cima. A seguir, arqueie a coluna para cima, com a cabeça para baixo. 

Alterne entre essas duas posturas algumas vezes. 

Exercícios não indicados para o nervo ciático inflamado.

Alguns exercicios para o Nervo Ciatico não são indicados

Quem está com o nervo ciático inflamado, deve tomar cuidado e evitar alguns exercícios. 

Isso porque esses exercícios acabam sobrecarregando a região do nervo ciático e, com isso, pode piorar o quadro de dor. 

Assim, os seguintes exercícios devem ser evitados em momentos de dor no nervo ciático.

  • Agachamentos; 
  • Leg Press; 
  • Stiff.

A dor ciática é frequente e afeta grande parte das pessoas em algum momento da vida. Ela pode ser incapacitante. O tratamento deve ser feito o mais rápido possível para evitar a sensibilização. A cirurgia para controle da dor é indicada para pessoas que apresentam déficits e naqueles que não apresentaram boa resposta a cirurgias anteriores. O cannabidiol tem se mostrado promissor em ajudar no controle da dor. 

Não se esqueça de colocar em prática o que você aprendeu neste artigo!

Leia também:
Quando consultar um neurocirurgião?
Conheça as 5 doenças neurológicas mais comuns e como cada uma afeta o seu corpo

Se ficou com alguma dúvida sobre o que causa dor no nervo ciático e nervo ciático inflamado? Compartilhe abaixo nos comentários!

tratamento dor no nervo ciático

Gostou? Ajude-nos avaliando este artigo!

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário