Convulsão febril: por que ocorre?

1
(1)

Eu sou o Dr. Francinaldo Gomes, neurocirurgião especialista em neuromodulação, epilepsia e cannabis medicinal, e neste artigo irei explicar por que ocorre a convulsão febril e convulsão febril infantil.

Leia o artigo completo sobre convulsão febril:
Convulsão febril: Sintomas e tratamento

Convulsão febril: por que ocorre?

As convulsões febris são convulsões desencadeadas por uma febre de pelo menos 38 graus ℃. Ela ocorre por conta de uma fragilidade do cérebro da criança e da elevação da temperatura corporal.

Entretanto, não ocorre necessariamente com altas temperaturas corporais, como o senso comum costuma indicar, e sim quando a temperatura corporal varia muito rapidamente. 

Este é um dos motivos pelos quais os pais muitas vezes são tomados de surpresa pelo episódio de convulsão, antes mesmo de perceber a febre na criança 

Convulsão febril pode matar?

Na maioria das vezes, não acontece nada com uma criança que tem convulsão febril. Apesar do que se aparenta, este tipo de crise é muito benigno e a maioria absoluta das crianças não terá nenhuma lesão cerebral, retardo no desenvolvimento, prejuízo na inteligência ou dificuldade de aprendizado.

Também é importante dizer, não significa que a criança que tem crises convulsivas febris terá epilepsia, esta chance é de cerca de 1%, ou seja, muito pequena. 

A maior preocupação dos pais e dos pediatras é se as crises convulsivas febris voltarem mais e mais vezes

Esta recorrência de crises pode acontecer e é um dos focos do tratamento, se houver histórico familiar próximo com convulsões febris, as convulsões vierem com níveis mais baixos de febre ou em idade menores, como por exemplo, crianças com menos de 15 meses de vida.

Se a criança tem tendência a ter febre frequentemente ou com níveis mais altos. Ou o período entre o começo da febre e a crise convulsiva for mais curto, a chance de novas crises costumam ser maiores

Convulsão febril: por que ocorre?

Quer saber mais sobre Convulsão Febril?

A convulsão febril é uma condição extremamente comum, que afeta muitas crianças pequenas e causa temor e ansiedade nos pais e familiares.

Confira nosso artigo completo Convulsão febril: Sintomas e tratamento para entender a doença e não ser pego desprevenido.

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco sua opinião.

Gostou? Ajude-nos avaliando este artigo!

Clique nas estrelas

Média da classificação 1 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário